';

Por que “Compre Nacional”?

Por que “Compre Nacional”?

Poderíamos partir de um lugar comum, apelar hoje mais que nunca ao nosso nacionalismo, lugar válido, porém em meio deste inédito cenário econômico mundial, temos outros motivos racionais e de subsistência da nossa economia.

Qualquer um de nós, seja ou não empresário, pode reconhecer alguns fatos da economia nacional e mundial, a saber:

– Todos os mercados de todos os países do mundo, vão ter uma queda em seu PIB. Isto é reflexo de uma significativa baixa na atividade econômica.

– Reflexo imediato dessa queda econômica mundial é que cada país vai ter primeiro a tarefa de ativar sua economia, e segundo, a tarefa de comercializar num mundo recessivo, suas matérias primas e produtos terminados. 

Quando exportamos produtos com valor agregado, exportamos também a nossa mão de obra.

Quando importamos produtos terminados, estamos importando também mão de obra, que por lógica vai tirar mão de obra de nosso mercado.

De fato este é um dos eixos da guerra comercial que hoje tem os EUA com China, a guerra, em parte é pela defesa dos postos de trabalho.

– Nosso segmento, o Têxtil e de mão de obra intensiva, agrega muito valor sobre a matéria prima, isso é o motor direto da economia. Pensemos por um minuto, três segmentos de mercado diferentes, que os três tenham sucesso: Entidades financeiras, agro negócio e o amplo segmento do mercado têxtil. Qual deles distribui mais dinheiro na economia, isto é, na gente? Sem dúvidas o mercado têxtil.             

– Podemos pensar, sem sermos pessimistas, que uma normalização da atividade econômica em nosso país, só vai ser possível para meados de 2021 em diante. Reconstruir as quantidades de empreendimentos e empresas que estão com dificuldades, que ficaram já no caminho e que podem ficar, vai levar um tempo. Assim como reincorporar a grande quantidade de gente que ficou sem trabalho ao mercado produtivo, com salários que permitam o consumo.

Estes são só alguns fatos, que qualquer um de nós, poderia discordar no grau, mas não no fato em si.

Por isso, é imprescindível, entender hoje mais que nunca, que o “COMPRE NACIONAL”, passa a ser uma atitude de subsistência, de defesa de nosso país, indispensável para afrontar esta crise nacional e mundial.

Temos mercado, temos recursos, somos um povo empreendedor e criativo, temos tecnologia aplicada à produção; depende de cada um de nós, no dia a dia, tomarmos as decisões estratégicas, de comunicação e de negócios que tenha como alvo o “COMPRE NACIONAL”.

Viver com o nosso, vai ser para o próximo período, um dos caminhos mais sadios, menos dolorosos e mais rápidos para voltarmos a ter nosso mercado e empresas com saúde.

Comments
Share
caberaf

Related posts
Leave a reply

WhatsApp CONTATO